jump to navigation

O trunfo da informação ao vivo 17/06/2010

Posted by Maria Elisa Porchat in Radiojornalismo.
Tags: , , ,
add a comment

Tudo o que acontece ao vivo no rádio é valorizado – a entrada do repórter, uma participação no estúdio ou uma cobertura inteira. Isso porque o trunfo do rádio é justamente o imediatismo da informação, que faz com que ele supere os outros veículos pela rapidez na transmissão das mensagens.

Para explorar bem essa vantagem, há várias formas de demonstrar que a transmissão é feita no momento exato em que o acontecimento se dá: o repórter diz a hora certa, repete a hora dada pelo apresentador no estúdio, ou mesmo registra dados paralelos ao fato principal, como o tempo, o trânsito e tudo o que der a cor local à notícia.  

Entretanto, com os avanços da tecnologia e a grande quantidade de informação a ser transmitida, a transmissão gravada ganha espaço, fazendo o rádio perder um pouco o seu charme, mas dando praticidade e em muitos casos, qualidade ao produto jornalístico.

O profissional só não pode é cair na tentação de fingir que é ao vivo um boletim gravado, usando recursos como gravar um diálogo com o apresentador do programa. Estratégias para simular participações ao vivo são sempre fadadas ao fracasso. Nesse caso, mais vale uma matéria assumidamente gravada, correta e atual,   que conte com a credibilidade do ouvinte.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: