jump to navigation

Sugestão de Leitura: Manual da Paixão Solitária 29/10/2010

Posted by Maria Elisa Porchat in Atualidades, Literatura.
Tags: , , , ,
add a comment

O premiado escritor Moacyr Scliar fez crescer meu interesse em textos bíblicos com o seu Manual da Paixão Solitária, que tem como base o capítulo 38 do Gênesis.

Havia entre os hebreus a tradição do levirato, segundo o qual o irmão de um homem morto  que não deixasse filhos, deveria  engravidar a viúva, para dar continuidade à família . O livro mostra a luta da sensual e determinada viúva Tamar para garantir sua condição de nora do patriarca Judá  e o respeito da comunidade.

Scliar usa como expediente para sua narrativa duas palestras de um Congresso de Estudos Bíblicos, onde um pesquisador narra  a história como se fosse  Shelá, o cunhado mais jovem de Tamar,  que é quem registra em pergaminhos a forma que encontrou de viver  sua paixão longe do ser amado; outra versão da história é dada por uma  professora  impetuosa e revolucionária que fala como se fosse  a corajosa Tamar.

O Manual da Paixão Solitária nos remete à outra passagem bíblica  de paixão e astúcia  conhecida por ser tema de um soneto de Camões, sobre o amor de Jacó a Raquel,”serrana bela”, filha de Labão,

Judá, o patriarca retratado por Moacyr Scliar é filho de Lia, a outra esposa mal amada de Jacó.

Casou ou se casou ? 29/10/2010

Posted by Maria Elisa Porchat in A Língua Portuguesa Adequada.
Tags: ,
1 comment so far

Existem verbos que são sempre pronominais – só se conjugam com o pronome. São poucos: dignar-se, arrepender-se, queixar-se, atrever-se, suicidar-se, apiedar-se e condoer-se.

 

Há os que são quase sempre pronominais, mas em alguns sentidos são usados sem o pronome, como orgulhar-se e apaixonar-se.

Orgulhar-se no sentido de fazer sentir orgulho: ”a vitória orgulhou toda a nação”.

Apaixonar-se, no sentido de inspirar paixão: “o futebol apaixona o Brasil”.

Outros existem que admitem as duas construções – com ou sem o pronome: casar é um deles – ele casou ou ele se casou. Ele esqueceu o livro ou ele se esqueceu do livro, lembrar-se, mas atenção – é errado dizer – esqueceu do livro, lembrou do compromisso. Usados com o pronome, exigem a preposição de.

Muitos usam os verbos confraternizar, simpatizar, antipatizar e sobressair de forma pronominal, mas não são. O adequado é dizer:

“Na paisagem, sobressaíam as quaresmeiras.”

“Os torcedores confraternizaram com os atletas.”

“Ele não simpatiza com esta idéia.”

Finalmente  é preciso atenção  ao usar o pronome na conjugação de um verbo pronominal – eu me queixo, ele se apaixonou, nós nos arrependemos.

 

%d blogueiros gostam disto: